Blog

O que tomar no café da manhã para obter mais energia?

A ciência tem comprovado que utilizar o café da manhã para obter energia e melhorar a saúde é totalmente possível. As justificativas para que muita gente ainda pule a refeição ou não a faça da forma adequada são variadas: falta de hábito, enjoo matinal ou desejo de dormir um pouco mais. Você não precisa de um café da manhã de hotel todos os dias, mas colocar a refeição na rotina pode ajudar a prevenir distúrbios de saúde e ainda aumentar sua disposição para as tarefas diárias¹.

Pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriram que um café da manhã energético ajuda a perder peso e tem impactos positivos na saúde, principalmente em pessoas que tomam insulina para o tratamento de diabetes tipo 2. O ideal, segundo o estudo, é fazer um café da manhã variado e nutritivo, seguido de refeições mais moderadas e leves no almoço e jantar, respectivamente. Os cientistas afirmam que o horário e a frequência das refeições são mais importantes do que a quantidade de calorias ingeridas ao longo do dia.¹

Alimentos que ajudam a aumentar a energia Depois de uma boa noite de sono, tudo que nosso corpo precisa é nivelar as taxas energéticas para começar um novo dia. Para garantir a disposição necessária, a escolha dos alimentos e a proporção dos nutrientes são fundamentais. É importante que a alimentação seja a complementação de outros hábitos saudáveis, como prática de exercícios físicos e boas noites de sono. Veja abaixo algumas opções de café da manhã que vão te ajudar a reabastecer o corpo de energia e ainda contribuir para a manutenção da saúde:

Grãos integrais Comer pães e torradas integrais no café da manhã ajuda a diminuir o índice de glicemia durante todo o dia. Foi o que mostrou um estudo da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, que analisou os efeitos da primeira refeição do dia no controle da glicose sanguínea. Os pesquisadores concluíram que a ingestão desses alimentos promove menos diminuição de energia em relação a outros tipos de carboidratos. Esse benefício pode ajudar a reduzir os riscos de diabetes.²

Cafeína A maioria das pessoas recorre a uma xícara de café quando precisa se manter acordada por mais tempo. Isso ocorre porque a cafeína ajuda a diminuir a fadiga e elevar a disposição.³ A bebida ajuda a potencializar o desempenho nas atividades cotidianas e no estado de alerta. Mas é preciso cautela no consumo: uma xícara pela manhã vai te ajudar a ficar mais energético durante o dia. A ingestão à noite, por exemplo, pode prejudicar o sono e ter efeitos gastrointestinais.4

Probióticos Iogurtes e leites fermentados são os itens ideais para colocar na mesa se você busca ter mais disposição. Esses alimentos são probióticos, que entram na lista de alimentos funcionais, isto é, que têm propriedades nutricionais essenciais e ajudam a controlar o metabolismo. Além disso, são ótimas fontes de energia para o corpo. Esses microrganismos³, não são absorvidos pelo intestino, proporcionando4 maior equilíbrio da flora intestinal.5

Ovos O ovo é uma figura conhecida na mesa do café da manhã dos brasileiros. Apesar de ter sido por muitos anos considerado um vilão causador do aumento do colesterol, a ciência comprovou que, na verdade, o alimento oferece muitos benefícios à saúde, incluindo o fornecimento de energia ao corpo. O ovo possui substâncias que aumentam a propriedade antioxidante e podem prevenir doenças coronarianas. Esses benefícios fazem dele uma opção recomendada para incluir na primeira refeição do dia!6 Para enriquecer sua dieta, você pode adicionar Targifor +C, que leva em sua composição as vitaminas e aminoácido que ajudam a combater o cansaço físico e mental¹.

  • 1. JAKUBOWICZ; WAINSTEIN, Julio; AHRÉN, Bo; BAR-DAYAN, Yosefa; LANDAU, Zohar; RABINOVITZ, Hadas R.; FROY, Oren. High-energy breakfast with low-energy dinner decreases overall daily hyperglycaemia in type 2 diabetic patients: a randomised clinical trial. Tel Aviv University. Novembro de 2014.
  • 2. HIGGINS, Janine A. Whole Grains, Legumes, and the Subsequent Meal Effect: Implications for Blood Glucose Control and the Role of Fermentation. University of Colorado. 2012.
  • 3. SMITH, AP; BROCKMAN, P; FLYNN, R; MABEN, A; THOMAS, M. Investigation of the effects of coffee on alertness and performance during the day and night. University of Wales | 1993
  • 4. HINDMARCH, U; RIGNEY, N; STANLEY, P; QUINLAN, J; Rycroft J; LANE. A naturalistic investigation of the effects of day-long consumption of tea, coffee and water on alertness, sleep onset and sleep quality. Psychopharmacology. 2000.
  • 5. WENDLING, Luana Katzuke; WESCHENFELDER, Simone. Probióticos e alimentos lácteos fermentados - uma revisão. Rev. Inst. Laticínios Cândido Tostes, dezembro de 2013.
  • 6. *AGUIAR, M. dos S.; ZAFFARI, S.; HÜBSCHER, G. H. O ovo e sua contribuição na saúde humana. Universidade Cruzeiro do Sul. 2008.
  • MAT-BR-2100655

Referência:
1. Bula do produto.