Blog

6 Atitudes que ajudam a aumentar a energia de seu corpo

O nível de energia do corpo humano é influenciado pelo estilo de vida de cada indivíduo e por hábitos adotados no dia a dia. Aqueles que levam uma vida saudável tendem a apresentar níveis mais elevados de energia. Logo, ter energia suficiente para que o organismo realize plenamente todas as suas funções é parcialmente uma consequência de escolhas pessoais.

Confira a seguir 6 práticas importantes para aumentar sua energia

1. Hidratar-se bem Manter-se bem hidratado é um compromisso com a vida, já que o corpo humano é composto, em sua grande maioria, por água e depende dela para seguir funcionando. Dentre os inúmeros benefícios da ingestão de água para a saúde, destaca-se o ganho de energia corporal. Estudos indicam que a desidratação afeta tanto os níveis de energia quanto o humor e o funcionamento cerebral.¹

2. Ter uma dieta nutritiva Outra forma importante de manter um nível de energia satisfatório é apostar em uma dieta nutritiva. Estudos mostram que a frequente ingestão de alimentos ultra processados, ricos em açúcar e gordura, estão associadas a níveis mais baixos de energia, além de aumentarem o risco de desenvolvimento de diversas doenças. Por outro lado, dietas balanceadas, ricas em nutrientes variados, tendem a beneficiar a saúde de modo geral, inclusive aumentando os níveis de energia¹. Targifor+C, por exemplo, leva em sua composição as vitaminas e aminoácido que atuam no metabolismo e fortalecimento do sistema imunológico².

3. Praticar exercícios físicos regularmente O combate ao sedentarismo também é apontado pela literatura científica como um fator relevante para aumentar os níveis de energia. Estudos feitos com indivíduos sedentários e que sentiam fadiga significativa no dia a dia mostram benefícios nos níveis de energia depois que esses participantes foram submetidos a algumas semanas de prática de exercícios de intensidade moderada.³

4. Ter um sono de qualidade Dormir adequadamente é outro hábito essencial para garantir níveis satisfatórios de energia e combater a fadiga e falta de disposição. Ou seja, deve-se buscar ter um sono de qualidade, restaurador e com duração compatível com as demandas de seu organismo. Vale ressaltar que existem pesquisas associando distúrbios do sono à fadiga física e mental.4

5. Evitar o tabagismo Parar de fumar traz diversos benefícios à saúde, inclusive no que diz respeito aos níveis de energia do corpo. As toxinas e demais substâncias maléficas presentes na fumaça comprometem a eficiência dos pulmões, o que, com o tempo, pode implicar na diminuição do transporte de oxigênio pelo corpo. Consequentemente, as pessoas tendem a se sentir mais cansadas e com menos energia.5

6. Combater o estresse Por mais que seja difícil eliminar completamente o estresse da vida, buscar formas de controlá-lo e amenizá-lo no dia a dia pode ajudar a melhorar os níveis de energia. De acordo com pesquisas, sentir-se constantemente estressado está diretamente associado ao cansaço excessivo e à falta de energia para realizar atividades rotineiras.6

  • 1. GANIO, MS; ARMSTRONG, LE; CASA, DJ; MCDERMOTT, BP; LEE, EC; YAMAMOTO, LM; MARZANO, S; LOPEZ, RM; JIMENEZ, L; LE BELLEGO, L; CHEVILLOTTE, E; LIEBERMAN, HR. Mild dehydration impairs cognitive performance and mood of men. Br J Nutr. Novembro de 2011.
  • 2. MARTÍNEZ, Steele E; POPKIN, BM; SWINBURN, B; Monteiro, CA. The share of ultra-processed foods and the overall nutritional quality of diets in the US: evidence from a nationally representative cross-sectional study. Popul Health Metr, Fevereiro de 2017.
  • 3. PUETZ, TW; FLOWERS, SS; O'CONNOR, PJ. A randomized controlled trial of the effect of aerobic exercise training on feelings of energy and fatigue in sedentary young adults with persistent fatigue. Psychother Psychosom. Fevereiro de 2008.
  • 4. AKERSTEDT, T; KNUTSSON, A; WESTERHOLM, P; THEORELL, T; ALFREDSSON, L; KECKLUND, G. Mental fatigue, work and sleep. J Psychosom Res. Novembro de 2004.
  • 5. TANTISUWAT, A; THAVEERATITHAM, P. Effects of smoking on chest expansion, lung function, and respiratory muscle strength of youths. J Phys Ther Sci. Fevereiro de 2014.
  • 6. KIZHAKKEVEETTIL, A; VOSKO, AM; BRASH, M; PH, D; PHILIPS, MA. Perceived stress and fatigue among students in a doctor of chiropractic training program. J Chiropr Educ. Março de 2017.
  • MAT-BR-2100655

Referência:
1. Bula do produto.

Copyright © @string.Format("{0}", DateTime.Now.Year ) Sanofi. Todos os direitos reservados. Última atualização 06/07/2016. BR-TAR-15.06.05 06/07/2015. APENAS PARA RESIDENTES NO BRASIL